Condições da água de Cedrolândia preocupam vereadores

Moradores de Cedrolândia estiveram na Câmara de Nova Venécia no final da tarde da última terça-feira, 18, para demonstrar a péssima qualidade da água fornecida aos moradores do distrito e aos estudantes da Escola de Cedrolândia.

Segundo os moradores, a água chega às torneiras das casas com cor amarelada e aspecto gorduroso. Os moradores pediram ajuda aos vereadores para intermediar soluções junto à Cesan.

Durante a sessão, os vereadores rejeitaram o projeto 36/2017, que estenderia o benefício do 13º e férias aos vereadores. A matéria foi reprovada por sete votos a cinco.

De acordo com o presidente da Câmara, Antonio Emílio (PPS), que foi contra o projeto, a rejeição da matéria demonstra a preocupação da Casa Legislativa com a economia de recursos, principalmente no contexto atual de crise econômica. Antonio Emílio também entende que agentes políticos não devem receber benefícios trabalhistas, porque as condições de atuação da vereança são diferentes do trabalhador. Além disso, vereadores podem acumular outras funções, além do exercício do mandato no Legislativo.

Confira o resumo da sessão:

A vereadora Gleyciaria Bergamim (DEM) falou sobre as péssimas condições da água de Cedrolândia fornecida a 200 alunos da escola do distrito.

Biel da Farmácia (PV) pediu providências ao Executivo para evitar o assoreamento da Cachoeira do Bravin.

Mir de Guararema (PDT) destacou a falta de qualidade da água de Cedrolândia.

Cabo Tikeira (PV) pontuou a importância do trabalho dos vereadores para a sociedade.

Cláudio do Granito (PTB) disse que é necessário o diálogo entre a comunidade de Cedrolândia e Cesan para resolver o problema da qualidade da água no distrito.

Juarez Oliosi (PSB) destacou também a péssima qualidade da água fornecida aos moradores de Cedrolândia.

Cimar do Altoé (PHS) criticou a situação da água de Cedrolândia.

Zequinha Brasileiro (PV) solicitou que o município faça a manutenção da rede de esgoto nos bairro Betânia e Alvorada.

Zé Luis do Cricaré (Avante) questionou o discurso do Grupo de Inteligência Municipal (GIM) em relação aos vereadores.

Evaristo Miguel (PTB) criticou a fala de alguns integrantes do GIM.

Luciano Márcio (PSB) destacou que o projeto de lei 36/2017 é constitucional e legal, mas que votaria contra por entender que o projeto é contrário ao anseio popular.

 

Data de Publicação: quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

ACOMPANHE A CÂMARA

Endereço:
Avenida Vitória, n° 23, Caixa Postal 4 – Centro – Nova Venécia/ES – CEP: 29830000

Telefone(s): (27) 3752-1371 | (27) 3752-1880 | (27) 3752-1931
E-mail(s): comunicacao@cmnv.es.gov.br | cmnv@cmnv.es.gov.br

Horário de funcionamento da Câmara: 07h30 às 13h00 (terça-feira 08h00 às 11h00 - 15h00 às 20h00)
Dia e horário das Sessões Plenárias: Todas as terças-feiras às 17h00