Vereadores criticam a falta de segurança pública em Nova Venécia

Vereadores criticam a falta de segurança pública em Nova Venécia

O destaque da sessão dessa terça-feira, 04, foi mais uma vez, a questão da falta de segurança pública em Nova Venécia. Assaltos e furtos são as principais reclamações dos moradores da cidade. Durante a sessão, os vereadores propuseram algumas soluções para a situação de insegurança do município.

O presidente da Casa, Antonio Emílio, criticou a falta de segurança em Nova Venécia e da ausência de políticas públicas do Governo do Estado no combate à violência na cidade: “Dos 78 municípios, Nova Venécia é o 12º maior e não vemos ações significativas, principalmente em relação ao combate à violência. Encaminhamos um e-mail ao gabinete do Poder Executivo no dia 04 de maio, solicitando uma agenda com o chefe do Poder Executivo, mas até agora não recebemos resposta. Precisamos de uma Delegacia 24 horas, de um Instituto Médico Legal na própria cidade, entre outras demandas importantes para o município”, afirmou.

Confira o resumo da sessão:

O vereador Mir de Guararema (PDT) anunciou a criação da sessão itinerante no interior do município para começar em agosto. O primeiro distrito a receber a sessão ordinária da Câmara será Guararema.

Zé Luiz do Cricaré (PT do B) falou sobre a parceria com a prefeitura na realização do cascalhamento na estrada do Patrimônio do XV e dos recursos para instalação de torre de celular em São Luiz Reis.

O vereador Cimar do Altoé (PHS) pontuou as emendas parlamentares para Nova Venécia e indicou a instalação de abrigos nos pontos de ônibus do bairro Alvorada.

Juarez Oliosi (PSB) falou sobre a entrega de equipamentos para produtores rurais e de recursos para projetos de barragens no município.

O vereador Zequinha Brasileiro (PV) relatou sua ida a Vitória para uma reunião com o deputado federal Evair de Melo (PV) em busca de recursos para a construção de uma Capela Mortuária na Cidade Alta.

Ronaldo Barreira (SD) anunciou que haverá uma reunião na prefeitura na quinta-feira, 06, sobre as obras da empresa da Cesan em Nova Venécia. O vereador questiona as ruas esburacadas e o comércio fechado por conta das obras.

A vereadora Gleyciaria Bergamin (DEM) criticou a falta de segurança pública em Nova Venécia. Ela disse que é necessário cobrar ações mais concretas do Gabinete de Gestão de Inteligência Municipal (GGIM).

O vice-presidente da Câmara, Cabo Tikeira (PV) também falou sobre a falta de segurança na cidade e sobre os problemas do trânsito no Centro: semáforo antigo na Avenida Vitória e falta de estacionamento.

O vereador Evaristo Miguel (PTB) falou sobre o déficit orçamentário da Secretaria Municipal da Saúde, que chega a R$ 4 milhões, e da urgência da instalação de um Instituto Médico Legal em Nova Venécia.

Luciano Márcio (PSB) questionou a insegurança em Nova Venécia, em que o cidadão se sente acuado ao andar pela cidade e até no interior. Citou também a urgência de uma Delegacia 24 horas e propôs a realização de um abaixo-assinado contra a violência que seria encaminhado ao Ministério Público, subsidiando ações mais concretas no combate à falta de segurança pública na cidade.

O vereador Dejanir Dias (PSB) solicitou mais apoio à segurança pública e citou a economia realizada pela Câmara neste ano que já chega a R$ 600 mil.

 

 

Data de Publicação: quarta-feira, 05 de julho de 2017

ACOMPANHE A CÂMARA

Endereço:
Avenida Vitória, n° 23, Caixa Postal 4 – Centro – Nova Venécia/ES – CEP: 29830000

Telefone(s): (27) 3752-1371 | (27) 3752-1880 | (27) 3752-1931
E-mail(s): comunicacao@cmnv.es.gov.br | camaranovavenecia@gmail.com

Horário de funcionamento da Câmara: 07h30 às 13h00 (terça-feira 08h00 às 11h00 - 15h00 às 20h00)
Dia e horário das Sessões Plenárias: Todas as terças-feiras às 17h00