Falta de segurança e projeto de lei sobre estabilidade do servidor do Executivo são os destaques da sessão

Falta de segurança e projeto de lei sobre estabilidade do servidor do Executivo são os destaques da sessão

O presidente da Câmara Municipal, Antonio Emílio (PPS), destacou o Dia Mundial do Meio Ambiente e os impactos do ser humano sobre os recursos naturais. O presidente também criticou a falta de segurança pública em Nova Venécia: “A população tem sofrido com constantes assaltos e violação ao patrimônio, está faltando atenção do Executivo Estadual, nossa Polícia Militar sofre com o desamparo do poder público e da falta de investimento e de estrutura para exercer suas funções. Nova Venécia também precisa de uma Delegacia 24h e um Departamento Médico Legal na cidade”. De acordo com Antonio Emílio, a ausência do Governo Estadual também pode ser observada com a demora na inauguração do Centro de Especialidades.

Antonio Emílio também destacou o Projeto de Lei Complementar (PLC) 1/2017, de autoria do Poder Executivo Municipal. A proposta do projeto é criar critérios objetivos para a demissão de servidores efetivos da Prefeitura de Nova Venécia que não passem pelas avaliações de desempenho: “É necessário cobrar de quem trabalha no setor público, mas é preciso também dar condições para a pessoa exercer suas funções de forma digna, esse é um projeto de lei fadado ao fracasso”, afirmou.

Confira o resumo da sessão:

O vereador Biel da Farmácia (PV) parabenizou a escolha do enfermeiro André Fagundes para ser o novo secretário de Saúde do município. Sugeriu também uma audiência pública para discutir a questão da segurança pública em Nova Venécia.

Luciano Márcio (PSB) criticou o Projeto de Lei Complementar (PLC) 1/2017, enviado pelo Poder Executivo, classificando-o de “pacote da maldade”.  Mas o vereador já adiantou que o seu voto será contra, porque, segundo ele, o projeto é inconstitucional. Luciano Márcio também alertou sobre a falta de segurança pública na cidade e propôs a convocação do Gabinete Gestão Integrada do Município (GGIM) para resolver a situação.

O vereador Zé Luiz do Cricaré (PT do B) agradeceu à prefeitura pela ordem de serviço para o calçamento de ruas no Patrimônio do Bis, mas criticou o Executivo ao colocar o secretário de Planejamento, Edson Marquiori, como representante do prefeito quando este estiver ausente da cidade, “pois existe um vice-prefeito, o senhor Adelson Salvador, para exercer essa função”, afirma o vereador.

Mir de Guararema (PDT) falou sobre os atendimentos médicos realizados em Guararema e Cedrolândia e em outros distritos do interior veneciano. Criticou também a falta de segurança em Nova Venécia.

O vereador Zequinha Brasileiro (PV) destacou a falta de assistência social aos menos favorecidos e criticou o PLC 1/2017, de autoria do Poder Executivo: “É importante que aja avaliação, mas demissão é algo complexo. Como fazer avaliação de desempenho quando nossos servidores não têm condições de exercer as suas funções de forma adequada? ”, destacou.

Ronaldo Barreira (SD) citou o caso de um morador de rua, instalado em uma barraca de camping perto do banco Sicoob, na Avenida São Mateus. O vereador entende o problema social de muitas pessoas, mas alega que ali não é local de moradia. Pede providências à Assistência Social do município.

O vice-presidente da Câmara de Vereadores, Cabo Tikeira (PV), criticou o PLC 1/2017 e lembrou que os servidores precisam de projetos que beneficiem o funcionalismo público.

O vereador Juarez Oliosi (PSB) falou sobre a indicação 143 para a reabertura de estrada vicinal entre a Gameleira e a empresa de britas para que veículos maiores também possam ter acesso rápido ao local turístico.

A vereadora Gleyciaria Bergamin (DEM) questionou o PLC 1/2017, de autoria do Poder Executivo, e pontuou os critérios e avaliações do projeto, mas afirmou que o servidor sofre com perdas salariais de mais de 15 anos e que o funcionalismo público precisa ser valorizado, o que não vem acontecendo, de acordo com a vereadora. Gleyciaria destacou também o Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado na segunda, 05 de junho. Afirmou que muitas ações precisam ser feitas no dia a dia para melhorar e recuperar o meio ambiente.

O vereador Cimar do Altoé (PPS) parabenizou a prefeitura pela ordem de serviço para o calçamento no Patrimônio do Bis. O vereador também indicou uma melhor sinalização de trânsito em ruas que dão acesso às escolas da rede municipal.

Dejanir Dias (PSB) criticou o PLC 1/2017, alegando que o projeto vem em desencontro ao interesse dos servidores. O vereador também criticou o aumento da violência em Nova Venécia e disse que a segurança pública está sem investimento há anos.

O vereador Evaristo Miguel (PTB) falou sobre a falta de respeito com os efetivos que muitas vezes moram longe do local de trabalho, e que o meio ambiente precisa ser mais respeitado. O vereador também criticou o PLC 1/2017.

Data de Publicação: quarta-feira, 07 de junho de 2017

ACOMPANHE A CÂMARA

Endereço:
Avenida Vitória, n° 23, Caixa Postal 4 – Centro – Nova Venécia/ES – CEP: 29830000

Telefone(s): (27) 3752-1371 | (27) 3752-1880 | (27) 3752-1931
E-mail(s): comunicacao@cmnv.es.gov.br | camaranovavenecia@gmail.com

Horário de funcionamento da Câmara: 07h30 às 13h00 (terça-feira 08h00 às 11h00 - 15h00 às 20h00)
Dia e horário das Sessões Plenárias: Todas as terças-feiras às 17h00